segunda-feira, 19 de maio de 2014

NT Huni Kuí


Novo Testamento 
Huni Kuí
Kaxinawa do Brasil

Edição 2011

"Deusu Jesuswe Taeshu Yuba Bena Yuiniki"

Kaxinawa
Autodenominação: Huni Kuií
Onde estão: AC + Peru
Quantos são:  7.535 (Funasa, 2010) + 2.419 (INEI, 2007)
Família linguística: Pano

Kaxinawá Nilson Puye 
Produziu o vídeo “Floresta também é gente”

Introdução
“Pajé dá e tira vida. Para virar pajé, vai sozinho para a mata e amarra o corpo todo com envira. Deita numa encruzilhada com os braços e as pernas abertos. Primeiro vêm as borboletas da noite, os husu, elas cobrem seu corpo todinho. Vem os yuxin que comem os husu até chegar a tua cabeça. Aí você o abraça com força. Ele se transforma em murmuru, que tem espinho. Se você tiver força e não solta, o murmuru vai se transformar em cobra que se enrola no teu corpo. Você aguenta, ele se transforma em onça. Você continua segurando. E assim vai, até que você segura o nada. Você venceu a prova e daí fala, aí você explica que quer receber muka e ele te dá.” [Siã Osair Sales]


Identificação
Os Kaxinawa pertencem à família linguística Pano que habita a floresta tropical no leste peruano, do pé dos Andes até a fronteira com o Brasil, no estado do Acre e sul do Amazonas, que abarca respectivamente a área do Alto Juruá, Purus e o Vale do Javari.
Os grupos Pano designados como nawa formam um subgrupo desta família por terem línguas e culturas muito próximas e por terem sido vizinhos durante um longo tempo. Cada um deles se autodenomina huni kuin, homens verdadeiros, ou gente com costumes conhecidos. Uma das características que distinguem os huni kuin do resto dos homens é o sistema de transmissão de nomes. Este sistema existe tanto entre os Kaxinawa quanto entre os Sharanawa, os Mastanawa, os Yaminawa e outros nawa.
Nos primeiros relatos de viajantes na área aparece uma confusão de nomes de etnias que persiste até hoje. Isto porque os nomes não refletiam um consenso entre os denominadores e os denominados. O denominador Pano chama (quase) todos os outros de nawa, e a si mesmo e seus parentes de huni kuin. Assim, os Kulina eram chamados de pisinawa (“os que fedem”) pelos Kaxinawa, enquanto que os Paranawa chamavam os próprios Kaxinawa de pisinawa. O próprio nome Kaxinawa parece ter sido originalmente um insulto. Kaxi significa morcego, canibal, mas pode significar também gente com hábito de andar à noite.
Hoje em dia os Kaxinawa chamam todos aqueles grupos aparentados de “Yaminawa”; tanto aqueles que mantém contato com os brancos quanto os grupos Pano que vivem nas cabeceiras dos rios entre o Alto Juruá e o Purus e continuam afastados e escondidos, sem contato “pacífico” com a sociedade nacional.

Localização
Os Kaxinawa habitam a fronteira brasileira-peruana na Amazônia ocidental. As aldeias Kaxinawa no Peru se encontram nos rios Purus e Curanja. As aldeias no Brasil (no estado do Acre) se espalham pelos rios Tarauacá, Jordão, Breu, Muru, Envira, Humaitá e Purus.
Em pesquisa realizada nas aldeias Cana Recreio, Moema e Nova Aliança, no rio Purus, próximo à fronteira com o Peru constatou-se que os Kaxinawa peruanos e brasileiros foram separados no começo do século XX, quando um grupo que havia sido concentrado num seringal no rio Envira se mudou para as cabeceiras do rio Purus, no Peru, após uma rebelião contra um seringalista (McCallum, 1989a: 57-58; Aquino, 1977; Montag, 1998). Os grupos oriundos do Peru ligaram-se por casamento aos Kaxinawa brasileiros, porém observa-se até os dias de hoje diferenças no estilo de vida entre os dois grupos.
Há grupos Kaxinawa que migraram do rio Envira, onde estavam engajados no trabalho da seringa, para o Purus. A maioria destes Kaxinawa do Envira se estabeleceram na aldeia de Fronteira e em vários núcleos (centros, colocações) próximos. Durante estas duas décadas o movimento migratório não cessou, outros Kaxinawa provenientes do Peru, do Envira e do Jordão foram se estabelecer em aldeias no Purus.
Na Terra Indígena do Alto Purus, os Kaxinawa também coabitam com seus vizinhos tradicionais, os Kulina, para os quais essa reserva foi originalmente criada.



  Histórias e Lições Bíblicas em Áudio
Jesus Lives - Kaxinawa
Título do Programa:        Vida de Jesus
Número do Programa:    C31161
Nome do Idioma:              Kaxinawa
Duração do Programa:   57:38
Mensagens de crentes nativos para o evangelismo, crescimento e incentivo. Pode ter ênfase denominacional, mas segue o ensinamento cristão dominante.


Ouvir
Salvar
Salvar
Faixa 1
Faixa 2


Palavras de Vida 1 - Kaxinawa - Histórias da Bíblia em Áudio e Lições
Título do Programa:        Palavras de Vida 1
Número do Programa:    C07590
Nome do Idioma:              Kaxinawa
Duração do Programa:   20:26

Ouvir
Salvar
Salvar
Criação
A Queda
O Salvador Vem
Salário do pecado
Os mandamentos de Deus
Como chegar ao Céu


Palavras de Vida 2 - Kaxinawa - Histórias da Bíblia em Áudio e Lições
Título do Programa:        Palavras de Vida 2
Número do Programa:    C10200
Nome do Idioma:              Kaxinawa
Duração do Programa:   38:53

Ouvir
Salvar
Salvar
Deus pode mudar nossa natureza
A mulher no poço
O Filho Pródigo
A dívida é paga
Liberto do medo
Duas Estradas
Como andar com Jesus
Oração é falar com Deus
Quem é ele?
A Segunda Vinda
Três em Um
Testemunho do Cristão


Palavras de Vida & Canções 3 - Kaxinawa - Histórias da Bíblia em Áudio e Lições
Título do Programa:        Palavras de Vida & Canções 3
Número do Programa:     C62931
Nome do Idioma:              Kaxinawa
Duração do Programa:   56:37

Ouvir
Salvar
Salvar
Faixa 1
Faixa 2


Veja também:
Parte inferior do formulário
Baixar o módulo de telefone celular para MySword (Android)
Baixar o Novo Testamento para uso com o software de estudo bíblico “The Word”

  

Participe deste Projeto!
Ajude a Construir o Futuro que Nós Queremos!